terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Afinal, de onde veio o Papai Noel?

Você já deve ter ouvido falar de São Nicolau, o velhinho bondoso que deu origem ao Papai Noel. Ele era um membro importante da igreja que viveu em Myra, atual Turquia, e distribuía presentes para toda a população – não só para as crianças. Alguns cristãos contam que São Nicolau ajudava as moças mais pobres que não tinham dotes e queriam se casar jogando sacos cheios de moedas de ouro em seus quintais.
Essa é uma das possíveis origens de seu saco de presentes. A história tornou-se oficial em 1823, com o livro Uma Visita de São Nicolau, de Clement Moore. O escritor descreveu um senhor gordo, barbudo e com bochechas e nariz rosados, que levava os presentes em seu trenó comandado por nove renas voadoras. A mais conhecida delas é Rudolph, que tinha o nariz vermelho e brilhante. E por falar em vermelho, a tradicional roupa do Papai Noel como vemos hoje só surgiu no século 20, por uma questão menos histórica e mais comercial: foi a Coca-Cola que vestiu o bom velhinho com a cor de sua marca para atrair o público infantil. Mas essa parte você não precisa contar para o seu filho agora, certo? Por enquanto, fique com a parte mágica do Natal e divirta-se contando para ele como o bom velhinho é chamado em diferentes países do mundo, veja:
Na França: Pere Noel
Nos Estados Unidos e no Canadá: Santa Claus
Na Inglaterra: Father Christmas
Na Finlândia: Joulupukki
Na Rússia: Grandfather Frost ou Baboushka
Na Itália: Belfana ou Babbo Natal
Via: Revista Crescer


Nenhum comentário:

Postar um comentário